Como podemos contribuir com a sustentabilidade na escola?


sustentabilidade-na-escola

 

Como podemos contribuir com a sustentabilidade na escola?

Antes de explorarmos a importância da sustentabilidade na escola, vamos compreender alguns termos e definições sobre a importância do saneamento para a sustentabilidade.

 

O QUE É SUSTENTABILIDADE?

Cada vez mais temos ouvido falar na palavra sustentabilidade. Uma das primeiras coisas que nos remete a esse termo são “reciclagem do lixo” e “economia de água”. Mas a sustentabilidade vai muito além disso.

Sustentabilidade é o equilíbrio do que nós precisamos da natureza, e o que oferecemos em troca. É utilizar de forma consciente tudo o que consumimos, como água e energia; é diminuir resíduos e poluentes, como por exemplo andar de bicicleta ao invés do carro; pensar para onde vai todo o lixo que produzimos; saber de onde vem tudo o que compramos e utilizamos; pensar em ações de preservação e ampliação de áreas verdes, como o plantio de árvores e a conservação de nossas florestas; é ter uma cidade que ofereça transporte limpo, de qualidade e com segurança; uso de energias limpas e renováveis; políticas claras e abrangentes de saneamento.

Ser sustentável é algo muito complexo, mas que ao mesmo tempo engloba atitudes simples que podemos adotar em nosso dia a dia, como por exemplo separar o lixo orgânico do reciclável (e dar a destinação correta aos mesmos) e não jogar lixo nas ruas.

 

A sustentabilidade deve e pode ser praticada por todos!

 


Você poderá gostar da Formação a distância sobre Primeiros Socorros com Foco no Ambiente Escolar, saiba mais


O QUE É SANEAMENTO?

Segundo a Organização Mundial da saúde (OMS), saneamento é o conjunto de medidas adotadas em um local para impedir que fatores físicos de efeitos nocivos prejudiquem o bem-estar físico, mental e social das pessoas, ou seja, uma cidade deve oferecer boas condições de limpeza e higiene para toda a sua população.

Saneamento é ter água tratada, coleta e tratamento de esgoto, limpeza das cidades, manejo de resíduos e drenagem de água da chuva.

No Brasil, por Lei o Saneamento Básico é um direito humano, mas infelizmente isso não acontece na prática. Os números são alarmantes: Apenas 48,6% da população têm acesso a coleta de esgoto, e mais de 35 milhões de brasileiros não tem acesso a água tratada, ou seja, mais da metade da população não têm acesso a banheiro, fazendo suas necessidades a céu aberto.

A falta de saneamento favorece a transmissão de doenças infecciosas como cólera, dengue, hepatite, leptospirose, febre tifoide, entre muitas outras. A diarreia, por exemplo, causa anualmente a morte de 1,5 milhões de crianças com menos de 5 anos de idade em todo o mundo.

Uma pesquisa da ONU aponta que 443 milhões de dias letivos são perdidos todos os anos por alunos do mundo todo devido a problemas ligados a falta de saneamento e água.

Os mosquitos também são responsáveis pela transmissão de doenças cada vez mais comuns, como dengue, Febre Chikungunya, Zika Vírus e Malária, sendo anualmente os causadores da morte de 725 mil pessoas no mundo todo.

 


Confira recomendações de higiene e segurança para tornar a escola um ambiente mais seguro. Acesse aqui


Concluindo…

É possível concluir que o saneamento básico é de extrema importância, já que engloba os três pilares da sustentabilidade: o ambiental (coleta e tratamento adequados de resíduos sólidos, líquidos e gasosos, como a preservação da nossa natureza); o social (a saúde é essencial para o desenvolvimento da sociedade) e o econômico (quando há investimento em saneamento, há redução de gastos da saúde, por exemplo).

 

Como podemos contribuir com a sustentabilidade na escola?

Compreendendo o cenário atual, as perguntas que o educador e gestão escolar devem fazer é:

  • Como a escola está contribuindo para melhoria deste cenário?
  • Há coleta de lixo seletiva na escola?
  • Os alunos são sensibilizados sobre esses temas (sustentabilidade, saneamento, etc)?
  • As embalagens dos produtos utilizados na escola são reaproveitadas?
  • Existe estímulo ao consumo consciente dentro do ambiente escolar e fora dele?

Se a escola já adota essas medidas ou parte delas, então é uma ótima oportunidade de pensar em como reaproveitar materiais e reduzir o consumo em parceria com os alunos e pais.

 


Receba nossas publicações e mantenha-se atualizado sobre saúde e segurança na escola  quero me atualizar


 

Uma publicação do Blog Brincando por Ai, traz algumas recomendações importantes sobre o reaproveitamento de produtos como atividade na sala de aula:

  • Ao realizar a seleção dos materiais é importante limpá-los e acondiciona-los adequadamente para utilizar no momento de aula.
  • Permitir que as crianças criem brinquedos/objetos diferentes a partir da criatividade e imaginação, o que favorecerá o uso posterior do material criado.
  • Cuidado ao solicitar materiais específicos para os pais, pois se não tiverem o material solicitado teriam que compra-lo (aumentando o consumo) para enviar a embalagem para a escola, o que vai contra a proposta da atividade que é a sustentabilidade.
  • Separar materiais que seriam descartados na própria escola e em casa (pais) é a melhor opção.
  • Explorar com os alunos, colaboradores da escola e familiares qual destino deve ser dado aos materiais coletados, especialmente se a escola arrecadou mais materiais do que irá utilizar.
  • Abordar o valor do trabalho artesanal é outro ponto importante, pois aquele objeto/brinquedo criado de forma artesanal é algo único.
  • Explorar a construção de brinquedos que farão parte do acervo coletivo é uma ótima opção para a escola, deixando disponível a produção das crianças para outras também brincarem.

E claro não podemos esquecer o nosso papel enquanto cidadãos, uma vez conscientes sobre a importância da sustentabilidade, saneamento e qualidade de vida para nós e para o futuro das crianças devemos cobrar das autoridades que tenhamos acesso as condições mínimas de saneamento, e também a promoção de medidas como cobertura vacinal, divulgação da importância da amamentação e dos hábitos de higiene como lavar muito bem as mãos e os alimentos. Essas ações podem ter impacto significativo na taxa de sobrevivência infantil.

 

Conheça algumas iniciativas que tratam do tema “sustentabilidade com crianças”:

A Artmanha Educação Sustentável realiza um trabalho incrível com crianças (e adultos também), a partir de oficinas de reciclagem, confira abaixo algumas dessas iniciativas:

Participação na Virada da Educação, onde diversas atividades acontecem simultaneamente nas escolas públicas, a Artmanha realizou uma oficina com os alunos para elaboração de blocos de anotação com materiais reaproveitados.

virada-educacao

 

Nos dias dos pais, as crianças foram estimuladas a participar da oficina de criação de um “chaveiro porta-retrato” para presentear os pais.

dia-dos-pais

 

Durante festas de aniversário as crianças são convidadas a participar das oficinas de reciclagem com criação de diversos materiais, como carteira mágica utilizando embalagem longa vida.

carteira-sustentavec

 


Você poderá gostar da Formação a distância sobre Primeiros Socorros com Foco no Ambiente Escolar, saiba mais


 

Sobre a autora:

autora-thairine

Publicado em: 14/12/2016

Revisado em: 17/04/2017

 

Arthamanha: Oficinas que ensinam conceitos e práticas sustentáveis, transformando em arte materiais que seriam descartados no meio ambiente, além de Brindes e Presentes sustentáveis

Fone: (11)94287-5882
E-mail: contato@artmanhareciclados.com
Site: www.artmanhareciclados.com

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *