Cursos in company

Com objetivo de proporcionar conhecimento e prática para tornar a escola um ambiente mais seguro e promotor de saúde, a equipe da Creche Segura elaborou formações presenciais sobre: primeiros socorros, prevenção de doenças e prevenção de acidentes. Acesso o portfólio completo de cursos aqui.

PRIMEIROS SOCORROS PARA ESCOLAS – MÓDULO BÁSICO

CARGA HORÁRIA: 4h30

PÚBLICO ALVO: Professores, gestores, equipe administrativa e de apoio escolar

LOCAL: Sede da escola

OBJETIVOS: Os participantes reunidos em pequenos grupos e orientados pelos facilitadores, realizam práticas para identificar e avaliar o risco de vida do aluno, decidir o procedimento mais adequado para cada situação e comunicar o fato para obter ajuda especializada, além de oferecer o atendimento básico inicial.

CRONOGRAMA SUGERIDO:

  • Orientações iniciais – Limite de atuação da equipe escolar, números de emergência e kit de primeiros socorros para escolas.
  • Oficina de práticas 1 – Prevenção e atendimento ao engasgo do bebê (com simuladores), criança e adulto.
  • Oficina de práticas 2 – Simulação do atendimento ao trauma na cabeça, ferimentos e cortes (com prática do ponto-falso).
  • Roda de discussão – Atendimento inicial ao sangramento nasal, mordidas entre crianças, manejo da febre na escola, picadas de insetos, queimaduras e reações alérgicas.
  • Oficina de práticas 3 – Simulação do atendimento ao desmaio, a crise convulsiva, crise de asma e trauma dental.
  • Debate – Como realizar administração segura de medicamentos na escola? Como realizar o controle efetivo de ocorrências (acidentes e doenças) na escola

Observações:

  • O cronograma poderá ser modificado e ajustado às necessidades da escola.
  • São realizadas avaliações pré e pós formação e o resultado é enviado ao gestor escolar.
  • Após a formação, o gestor escolar receberá um relatório contendo todas as recomendações trabalhadas e sugestões de melhorias.
  • Todas as escolas que participam das formações são acompanhadas gratuitamente pelo Programa Escola Segura.

 

PRIMEIROS SOCORROS PARA ESCOLAS – MÓDULO INTERMEDIÁRIO

CARGA HORÁRIA: 6h30

PÚBLICO ALVO: Professores, gestores, equipe administrativa e de apoio escolar.

LOCAL: Sede da escola

OBJETIVOS: Os participantes reunidos em pequenos grupos são estimulados a debater os princípios relacionados a prevenção de acidentes, e a elaboram um plano de ação para prevenção de acidentes na escola. Recebem orientações dos facilitadores para identificar e avaliar o risco de vida do aluno, decidir o procedimento mais adequado para cada situação e comunicar o fato para obter ajuda especializada, além de oferecer o atendimento básico inicial.

CRONOGRAMA SUGERIDO: Este módulo contém todas as oficinas do módulo básico acrescido da oficina de prevenção de acidentes.

  • Orientações iniciais – Limite de atuação da equipe escolar, números de emergência e kit de primeiros socorros para escolas.
  • Oficina de práticas 1 – Prevenção e atendimento ao engasgo do bebê (com simuladores) criança e adulto.
  • Oficina de práticas 2 – Simulação do atendimento ao trauma na cabeça, ferimentos e cortes (com prática do ponto-falso).
  • Roda de discussão – Atendimento inicial ao sangramento nasal, mordidas entre crianças, manejo da febre na escola, picadas de insetos, queimaduras e reações alérgicas.
  • Oficina de práticas 3 – Simulação do atendimento ao desmaio, a crise convulsiva, crise de asma e trauma dental.
  • Oficina de práticas 4 – Orientações sobre os princípios da prevenção de acidentes, a importância do registro e controle das ocorrências, identificação dos pontos de risco na escola e a elaboração de plano de ação para prevenção de acidentes (em pequenos grupos).
  • Debate – Como realizar administração segura de medicamentos na escola? Como realizar o controle efetivo de ocorrências (acidentes e doenças) na escola?

Observações:

  • O cronograma poderá ser modificado e ajustado às necessidades da escola.
  • São realizadas avaliações pré e pós formação e o resultado é enviado ao gestor escolar.
  • Após a formação, o gestor escolar receberá um relatório contendo todas as recomendações trabalhadas e sugestões de melhorias.
  • Todas as escolas que participam das formações são acompanhadas gratuitamente pelo Programa Escola Segura.
PRIMEIROS SOCORROS PARA ESCOLAS – MÓDULO AVANÇADO

CARGA HORÁRIA: 6h30

PÚBLICO ALVO: Professores, gestores, equipe administrativa e de apoio escolar.

LOCAL: Sede da escola

OBJETIVOS: Os participantes reunidos em pequenos grupos e orientados pelos facilitadores, realizam práticas para identificar e avaliar o risco de vida do aluno, decidir o procedimento mais adequado para cada situação e comunicar o fato para obter ajuda especializada, além de oferecer o atendimento básico inicial.

CRONOGRAMA SUGERIDO: Este módulo contém todas as oficinas do módulo básico acrescido da oficina de ressuscitação cardiopulmonar.

  • Orientações iniciais – Limite de atuação da equipe escolar, números de emergência e kit de primeiros socorros para escolas.
  • Oficina de práticas 1 – Prevenção e atendimento ao engasgo do bebê (com simuladores), criança e adulto.
  • Oficina de práticas 2 – Simulação do atendimento ao trauma na cabeça, ferimentos e cortes (com prática do ponto-falso).
  • Roda de discussão – Atendimento inicial ao sangramento nasal, mordidas entre crianças,
    manejo da febre na escola, picadas de insetos, queimaduras e reações alérgicas.
  • Oficina de práticas 3 – Simulação do atendimento ao desmaio, a crise convulsiva, crise de asma e trauma dental.
  • Oficina de práticas 4 – Orientações sobre o passo-a-passo para atendimento a uma parada cardiorrespiratória e a prática dos procedimentos de massagem cardíaca associado a respiração boca-a- boca (com dispositivo de proteção individual), em manequins de simulação bebê, criança e adulto.
  • Debate – Como realizar administração segura de medicamentos na escola? Como realizar o controle efetivo de ocorrências (acidentes e doenças) na escola?

Observações:

  • O cronograma poderá ser modificado e ajustado às necessidades da escola.
  • São realizadas avaliações pré e pós formação e o resultado é enviado ao gestor escolar.
  • Após a formação, o gestor escolar receberá um relatório contendo todas as recomendações trabalhadas e sugestões de melhorias.
  • Todas as escolas que participam das formações são acompanhadas gratuitamente pelo Programa Escola Segura.
PRIMEIROS SOCORROS PARA CRIANÇAS


CARGA HORÁRIA
: 8h00 (divididas em 8 encontros/aulas) ou carga horária maior/menor conforme a disponibilidade da escola.

PÚBLICO ALVO: Crianças de 5 a 10 anos

LOCAL: Sede da escola

OBJETIVOS: Os alunos vivenciarão de forma lúdica, as situações relacionadas aos primeiros socorros e a prevenção de acidentes na escola.

CRONOGRAMA SUGERIDO:

1º. encontro: Que objeto descreve você?

  • Debate: o que é prevenção de acidentes?
  • Tour pela escola: vamos identificar os riscos?

2º. encontro: Vamos prevenir os acidentes na escola?

  • Plenária dos riscos identificados, eleição dos riscos mais importantes e elaboração de atividade para o dia da “segurança escolar”.

3º. encontro: O que tem no kit de primeiros socorros?

  • Roda de discussão com manipulação dos materiais contidos no kit de primeiros socorros e suas indicações.
  • Construção do kit de primeiros socorros para o dia da “segurança escolar” (TNT, feltro e outros materiais).

4º. encontro: Vamos cuidar dos ferimentos?

  • Com uso de maquiagem artificial e kit de primeiros socorros, os alunos confeccionaram ferimentos e receberão instruções de como realizar o atendimento básico inicial.

5º. encontro: Vamos jogar?

  • Participação em pequenos grupos de jogos adaptados para o tema primeiros socorros:
    jogo de dominó, de cartas e twister.

6º. encontro: O que fazer quando ocorre um engasgo?

  • Orientações sobre a prevenção do engasgo e atividade prática da manobra de desengasgo no bebê (com a utilização de simuladores). E prática da manobra de desengasgo recomendada para crianças a partir de 1 ano.

7º. encontro: Quais são os números de emergência?

  • Apresentação de vídeos explicativos sobre a correta utilização dos números de emergência e a importância de não realizar trotes.
  • Atividade prática sobre o acionamento do número de emergência através de telefones fixos/celulares e construção do porta-lápis com os números de emergência.

8º. encontro: O pequeno socorrista!

  • Simulação de casos diversos com os alunos divididos entre vítimas e socorristas.
  • Entrega dos certificados e medalhas para os pequenos socorristas.

 

PREVENÇÃO DE DOENÇAS NA ESCOLA

CARGA HORÁRIA: 6h00

PÚBLICO ALVO: Professores, gestores, equipe administrativa e de apoio escolar.

LOCAL: Sede da escola

OBJETIVOS: Através de atividades práticas e dialogadas, os participantes são convidados a refletir sobre a importância de desenvolver, implantar e acompanhar protocolos de saúde na escola, além de traçar estratégias para a prevenção e o controle das doenças.

CRONOGRAMA SUGERIDO:

  • Orientações iniciais: Limite de atuação da equipe escolar, importância da relação entre a escola, a saúde, o aluno e a família. Identificação dos temas relevantes para a equipe.
  • Febre na escola: Implicações, atendimento da febre na escola e o papel da família.
  • Roda de discussão: Como receber, identificar, armazenar e administrar os medicamentos de forma segura na escola? Disponibilização do protocolo para administração segura de medicamentos na escola.
  • Oficina de práticas 1: Orientações a prevenção e controle de surtos de doenças na escola (papel da escola e da família). Elaboração do “protocolo para controle de doenças na escola”.
  • Roda de discussão: Orientações sobre os princípios da prevenção de acidentes, a importância do registro e do controle das ocorrências, a identificação de pontos de risco na escola (através de tour guiado pela equipe Creche Segura) e a elaboração de um plano de ação para prevenção de acidentes.
  • Oficina de práticas 2: Orientações sobre a importância dos protocolos de saúde e segurança escolar, como elaborar, implantar e acompanhar os protocolos escolares. Os participantes elaboram quatro protocolos para a escola (temas sugeridos: atendimento da febre na escola, troca de fraldas, limpeza de áreas críticas na escola, mordidas entre crianças).

Observações:

  • O cronograma poderá ser modificado e ajustado às necessidades da escola.
  • São realizadas avaliações pré e pós formação e o resultado é enviado ao gestor escolar.
  • Após a formação, o gestor escolar receberá um relatório contendo todas as recomendações trabalhadas e sugestões de melhorias.
  • Todas as escolas que participam das formações são acompanhadas gratuitamente pelo Programa Escola Segura.
PREVENÇÃO DE ACIDENTES ESCOLARES

CARGA HORÁRIA: 4h30

PÚBLICO ALVO: Professores, gestores, equipe administrativa e de apoio escolar.

LOCAL: Sede da escola

OBJETIVOS: Através de atividades práticas e dialogadas, os participantes serão convidados a refletir sobre a importância da prevenção de acidentes na escola, como criar uma cultura preventiva que envolva a equipe, os alunos, a família e o entorno escolar, além de identificar riscos e elaborar estratégias preventivas.

CRONOGRAMA SUGERIDO:

  • Orientações iniciais: Limite de atuação da equipe escolar, a incidência dos acidentes na escola e os tipos de
    prevenção de acidentes.
  • Debate: É possível prevenir acidentes na escola?
  • Roda de Discussão: Orientações sobre estratégias para trabalhar o tema em sala de aula, de acordo com a faixa etária, e quais são os materiais de apoio disponíveis (links, games, livretos para alunos, livretos para professores, cartilhas, vídeos, infográficos e outros).
  • Oficina de práticas 1: Tour na escola guiado pela equipe Creche Segura para identificação de riscos, classificação dos riscos e elaboração de um plano de ação para prevenção de acidentes.
  • Oficina de práticas 2: Orientações sobre a importância do registro eficiente das ocorrências, sua implicação legal, a tabulação dos registros e a utilização dos dados para nortear a implantação de estratégias preventivas. Disponibilização do modelo de ficha de registro de ocorrências para escola.
  • Oficina de práticas 3: Orientações sobre a importância da CIPAVE (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes e Violências nas Escolas), os modelos nacionais e internacionais já consolidados e como iniciar o processo de implantação de uma CIPAVE na escola. Atividade de vivencia através da simulação de uma CIPAVE.

Observações:

  • O cronograma poderá ser modificado e ajustado às necessidades da escola.
  • São realizadas avaliações pré e pós formação e o resultado é enviado ao gestor escolar.
  • Após a formação, o gestor escolar receberá um relatório contendo todas as recomendações trabalhadas e sugestões de melhorias.
  • Todas as escolas que participam das formações são acompanhadas gratuitamente pelo Programa Escola Segura.

dúvidas, orçamentos e mais informações?